Sócios

Os sócios da DGR possuem sólida base acadêmica (adquirida na melhor escola de pós-graduação em Economia do Brasil), longa experiência na gestão de recursos e um conjunto de habilidades complementares na análise de investimentos.


Alinhamento de interesses: parcela significativa do patrimônio dos sócios está investida nos fundos da DGR.

EVANDRO MACIEL
Sócio (17 anos de mercado financeiro)

Economista (UnB) com mestrado e doutorado (ABT) pela Escola de Pós-Graduação em Economia da Fundação Getúlio Vargas EPGE/FGV Rio, com especialização em finanças e economia monetária.

Entrou no mercado financeiro em 1994, no Banco BBM. Participou ativamente do processo de sofisticação das atividades de investimento no país, precipitada com o fim do floating bancário, e, em especial, do desenvolvimento de sistemas de controle de risco e de modelos matemáticos de negociação de ativos.

Participou dos principais comitês de investimento do Banco, tendo sido responsável por análises nacionais e internacionais

Os primeiros sistemas de risco mais robustos, de precificação de derivativos, de hedges, de administração de portfólio e de crédito surgiram nessa época no Brasil e o Banco BBM foi um dos líderes nesse processo.

Vivência intensa em turbulências de mercado como a crise do México em 1994, da Ásia em 1997, da Rússia em 1998, do Brasil em 1999, do Nasdaq em 2000, do atentado de 2001 e, a mais recente, mas com certeza não a última, do setor imobiliário americano em 2008.

Com origem no Departamento de Pesquisa Avançada, passou a operador internacional e nacional, tendo sido responsável por 30% da carteira proprietária do Banco BBM, chegando a sócio do mesmo. Após o BBM tornou-se operador internacional do JGP. Hoje é sócio e gestor da DGR onde opera ativamente os principais mercados do Brasil, com experiência profissional e administrativa em instituição de perfil familiar e de partnership, possibilitando tirar destes dois extremos o melhor de cada filosofia.

JOSÉ GERALDO MACIEL JÚNIOR
Sócio (10 anos de mercado financeiro)

Engenheiro Civil (UnB) com mestrado em Economia pela Escola de Pós-Graduação em Economia da Fundação Getúlio Vargas EPGE/FGV Rio, com especialização em finanças e econometria

Entrou no mercado financeiro, em 2001, na FCE Modelagem Financeira Aplicada, onde desenvolveu modelos matemáticos de precificação de títulos de renda fixa e derivativos.

Em 2003, tornou-se responsável pela gestão dos ativos do Fundo de Pensão TELOS. À época, com ativos que somavam R$2bilhões, a TELOS terceirizava 80% de sua gestão. José Geraldo teve como primeiro desafio internalizar essa gestão. Montou a mesa de operação interna da TELOS onde chefiava uma equipe de 7 profissionais, sendo 4 mestres em economia. Em 12 meses restavam apenas 20% da gestão terceirizada. Após 5 anos sem atingir suas metas atuariais, em  2003 a TELOS voltou a lograr êxito através de uma troca do perfil dos ativos investidos em mais de R$1Bilhão.

Em 2005, José Geraldo foi convidado pelo fundador do Banco Máximo para assumir a Gestão de Investimento em Participações da Máxima Asset, tendo, ainda, fundado o Máxima Participações FIA que, em 2007, foi eleito, pela Bloomberg, o melhor fundo em rentabilidade.

Os fundos de investimento da TELOS e Máxima Asset mantinham participações relevantes em empresas negociadas na BOVESPA, o que lhes dava direito de indicar representantes nos Conselhos de Administração e Fiscal. Por essas instituições, José Geraldo foi indicado e atuou como membro no:

• Conselho Fiscal da MANGELS Industrial SA
• Conselho Fiscal da SANSUY SA Indústria de Plásticos
• Conselho de Administração da TELEMIG CELULAR PART. S.A.
• Conselho de Administração da TUPY S.A.
• Comitê Técnico do FIA Investidores Institucionais – CVC Opportunity
• Conselho de Administração da ANIMEC – Associação Nacional de Investidores do Mercado de Capitais

Outras Atividades:
• Sócio Fundador da Sociedade Brasileira de Finanças
• Convidado pelo Professor Márcio Garcia, Ph.D. pela Stanford University, para integrar o Departamento de Economia da PUC/Rio, onde lecionou Teoria de Finanças e Finanças Corporativas.